6 passos para rir mais, mesmo sem vontade

Como criar o hábito de rir mesmo quando a vida não está engraçada ou você não é nada bem humorado

Diante do mau humor que vem se alastrando cada vez mais em forma de atendentes mau humorados, chefes autoritários, maridos rabugentos, crianças birrentas e um bocado de cara fechada por aí, praticar o riso pode ser a solução pra melhorar o astral dentro da gente (e contagiar as pessoas em volta).


Afinal, todo mundo sabe que rir é um ótimo remédio contra o mau humor, a infelicidade e a falta de alegria de viver. Mas, falando sério: como é que a gente pode dar risada no meio de tanta correria, preocupação e necessidade de resultados? Calma, é mais fácil (e divertido) do que parece.


Se você seguir qualquer um dos 6 passos abaixo, tudo já vai começar a mudar. E se der o passo número 6 então… Aí eu garanto que em poucos dias você vai rir mais do que o que riu durante o ano inteiro.


Acredita? Então vamos lá!



1. Assuma a responsabilidade


Internalize a ideia de que você é responsável pelo seu riso. A ciência explica que o riso exercitado (sem motivo) traz os mesmos benefícios do riso genuíno (provocado). Assim sendo, você não precisa de nenhuma condição externa para praticar a risada. Ou seja: não precisa mais vincular o seu riso às situações engraçadas da vida. Até porque elas podem nem vir. É você quem controla sua quantidade de risadas.


2. Prepare o terreno


Procure um local reservado e avise as pessoas em volta que você vai praticar Yoga do Riso (ou risoterapia). Isso vai permitir que você possa soltar umas gargalhadas sem deixar a família e os amigos preocupados, curiosos ou zombeteiros.



3. Combine a risada com atividades comuns do seu dia a dia


A hora de lavar a louça, limpar a casa ou estender as roupas é sempre um bom momento para praticar a risada. Lembre-se de que a risada não precisa de nenhum motivo para produzir seus efeitos e então vá executando as tarefas do dia a dia ao som de “hahaha”. O tempo perdido no engarrafamento também é uma oportunidade maravilhosa para ganhar uns minutos (ou horas?) de endorfinas e outros hormônios da risada.


yoga do riso, lavar louça rindo, rir no dia a dia risoterapia
Associe risadas às atividades do dia a dia e tenha mais momentos felizes

4. Ria em situações desagradáveis


Sentiu raiva? Sorria! Ficou triste? Ria mais ainda! Aqui em casa a gente faz isso. No meio de uma discussão, a Gabi ou eu às vezes soltamos uma gargalhada e a briga se desestrutura toda. Normalmente, funciona bem e a gente se resolve com muito mais compaixão, alegria e amor.


Se você se lembrar das minhas palavras no próximo momento em que sentir uma sensação desagradável, viva! Vai ter uma chance de colocar em prática todo o poder do riso justamente quando mais precisa dele.



5. Crie o hábito de brincar


Se você assistir ao filme Tarja Branca, muito provavelmente terá sua vida transformada. Ele mostra que a importância de brincar e desenvolver a nossa ludicidade é tão grande que a ciência já provou que várias doenças (físicas, mentais, emocionais e sociais) nos atingem por falta de brincadeira.

Nunca perca a oportunidade de interagir com as crianças e com animais de estimação (se eles quiserem, é claro). Eles são os nossos professores do brincar e a simples interação já nos enche de hormônios do bem estar, como serotonina e ocitocina.


E mesmo com os adultos, retome o costume de brincar, da forma que for. Aulas de dança, acrobacia, circo, esporte etc já vão ajudar muito. E se puder encontre os amigos ou entre em clubes de pessoas que se reúnem para praticar jogos e atividades ao ar livr